Rick Grimes, precisa prestar mais atenção nos zumbis em que atira, pois embora o pessoal de "Walking Dead" ainda não tenha percebido, eles já não são mais os mesmos. De um tempo pra cá, estão aderindo consciência, ficando bonzinhos e até sentimentais.

Muita gente odeia esses novos zumbis mais amistosos, porém se fizeram é por que há público. Veja como exemplo os vampiros, tão cruéis e sedentos de sangue no início para se tornarem seres que brilham e choram por amor. Gente!

Pelo visto, a tendência dos mortos vivos e de qualquer outra criatura que faça sucesso é ganhar outras vertentes mais aceitáveis a galera que não curte terror. Ficar no meio termo é a saída para enfrentar a onda de zumbis paz e amor que está aumentando. 

Como exemplo, temos em 17 março a estreia da série "iZombie" pelo canal americano CW, aqui provavelmente pelo canal pago Warner. Trata-se de uma adaptação dos quadrinhos da DC Comics sobre Olivia "Liv" Moore, uma garota disciplinada de boa aparência que tinha toda sua vida traçada na medicina, até que um dia, em uma festa, transformou-se misteriosamente num zumbi e agora sobrevive através do emprego de auxiliar de legista devorando os cérebros para manter sua humanidade. Com isso ela herda algumas memórias dos mortos e consegue desvendar crimes e problemas dos antigos habitantes com a ajuda dos amigos. A trama está sendo bem aguardada pela molecada que curte a CW, mas com certeza críticas boas e más irão surgir pela mistura de "Nancy Drew" com "Morta-Viva". Já que não somos adivinhos, resta-nos esperar o próximo mês até que estreie em algum canal no Brasil ou caia na rede mesmo.


Mas a ideia de comer cérebros e herdar memórias não é novidade dessa série e sim uma habilidade dos zumbi de "Warm Bodies", aqui "Sangue Quente", livro de Issac Marion, publicado em 2010 e adaptado para o cinema em 2013 com o nome de "Meu Namorado é um Zumbi". Nele os mortos-vivos começam a se curar de sua estranha doença através dos sentimentos e da humanização, também retratada como "exumação do mundo" pelas personagens. O filme é mais adocicado e simples nessas convicções enquanto o livro tem um tom mais sombrio, onde nem todos se salvam e os "zumbis-caveiras" ou "ossudos" seriam possíveis demônios habitando a Terra transformada em inferno. 


E engana-se quem pensa que isso é coisa da atualidade, pois vira e mexe surgem teorias malucas e repaginações de monstros épicos que todo mundo adora. Em 1993, por exemplo, resolveram usar os zumbis para salvar um clichê da época. Em "Namorado Gelado, Coração Quente" (My Boyfriend's Back), um jovem apaixonado pela garota mais bonita da escola é morto enquanto tentava ganhar seu coração, mas inconformado ele retoma sua vida como se nada tivesse acontecido, só depois de um tempo percebe que seu corpo está apodrecendo e uma fome estranha por carne humana está crescendo, então terá de correr contra o tempo se quiser conquistá-la no baile do colégio. 


Outros dois alternativos nesse quesito são a série "In The Flesh", com duas temporadas e 9 episódios, atualmente cancelada, mas com uma comoção dos fans na internet que insiste pela volta de uma terceira temporada por sites independentes como a Netflix e Amazon. Pena, pois como já havia descrito, a história é ótima apesar de arriscada ao debater suicídio, religião e opção sexual no mesmo ambiente dos mortos-vivos, mas Dominic Mitchell, criador do programa, conseguiu e fez isso muito bem, já que "In The Flesh" prometia muito mais e deixou um monte de órfãos pelo mundo.


E finalmente, "A Vida Depois de Beth" (Life After Beth), filme trash de 2014, que tinha descrito aqui como uma das melhores estreias do ano passado e realmente é no seu quesito. O trailer é enganoso, mas apesar de todas as críticas, o filme é bonzinho. Conta a história de Beth, a namorada que morreu de repente e assim também voltou para atazanar a vida de Zach, o namorado que vê isso como uma segunda chance para acertar as coisas, porém a medida que a garota se transforma ele se arrepende completamente. O único que chega perto dos zumbis originais comendo vítimas enquanto espirra sangue pra todo lado. 


Depois de tudo isso, não resta outra solução senão concordar com o título acima. Zumbis... Eles já não são mais os mesmo!

Comentários pelo Facebook:

3 comentários:

  1. Fiz um vídeo sobre o tema, onde eu conto muitas curiosidades reais e da ficção. Junto, eu mostro o processo de uma ilustração de zumbi.

    Casso alguém tenha interesse:
    https://www.youtube.com/watch?v=avi-pHnC1cs

    ResponderExcluir
  2. Fiz um vídeo sobre o tema, onde eu conto muitas curiosidades reais e da ficção. Junto, eu mostro o processo de uma ilustração de zumbi.

    Casso alguém tenha interesse:
    https://www.youtube.com/watch?v=avi-pHnC1cs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu

Minha foto

Uma garota louca tentando encontrar o caminho certo, mas se divertindo e aprendendo muito enquanto trilha a estrada. 
Tecnologia do Blogger.

Total de Visualizações

Follow by Email

Postagens populares

Seguidores

Super Parceiros

Tedioso: Os melhores links
Trends Tops - Agregador de Conteudos
Betolinks 120x60
Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir Colmeia: O melhor dos blogs
Camaleão - Links Interessantes Agregador de Links
Uêba - Os Melhores Links
Fudas Agregador de Links - Madruga Links

A Madame que Colecionava Jovens

Blog CosmetiCoisas

Web Série

Notícias


Novidade

Ganhe Prêmios Incríveis Com Big Prêmio!


Confira!

Ótimas Dicas Para Monetizar Seu Blog!


Dica

50 Perguntas que Mostrarão Quem Você é!