4 Filmes, 3 Caras, 1000 Zombies, Sociedades Secretas e Muitos Mistérios!

By Camila Oliveira - 16.3.15

É terror, só que não! Assim é a trilogia de filmes "Sangue e Sorvete" compartilhada pelos atores ingleses Simon Pegg e Nick Frost com Edgar Wright sempre na direção.

O interessante nessas películas é o original humor britânico, reunido também nos papéis secundários, que revelam grandes aparições em todos os filmes quando menos se espera. 

Um toque de ironia, morbidez e fineza são notadas a cada nova situação surreal que as histórias apresentam, conquistando o público pelo diferencial de ter uma graça mais contida, em vez de escrachar com apelações beirando o mal gosto, como vemos cada vez mais por aí. 

Mesmo assim, não deixamos um momento sequer de nos divertir. Além de buscar, como o próprio, nos filmes de Hitchcock, o sorvete Cornetto da vez. Sempre presente de alguma maneira, juntamente com o sangue, claro.

Tudo começa com "Todo Mundo Quase Morto", 2004 Cornetto morango vermelho. Acho que é o melhor e mais popular por tratar-se de uma paródia de "Madrugada dos Mortos". O filme fala sobre Shaun, um homem perdido na monotonia de sua rotina, um quase zumbi que após confrontar os mortos-vivos de verdade, tem a chance de virar um herói, salvando seus amigos e familiares, além de conquistar a namorada de volta.

O segundo fica a cargo de "Chumbo Grosso", 2007 Cornetto azul clássico. Talvez por se tratar de policiais, conta a história de Nicholas, um dos melhores guardas de Londres, a ponto de causar inveja no alto escalão relapso. Sendo assim, ele é transferido para o interior da Inglaterra pacata, onde coisas estranhas acontecem, mas ninguém percebe até sua chegada. 

E finalmente o terceiro fecha a saga com chave de ouro apresentando "Heróis de Ressaca", 2013 Cornetto menta verde. Trazendo a tona o caso de cinco amigos de infância que se reencontram para terminar a missão que não conseguiram cumprir na escola, beber em uma única noite por todos os pubs da cidade até chegarem no Word's End.

Como adendo temos "Paul - O Alien Fugitivo",  2011 que não tem a direção de Wright, mas retoma a parceria de Pegg e Frost, dessa vez numa viagem à América. Lá eles são dois nerds em visita a Comic Con que acabam encontrando, por acidente, ao tentar achar a área 51, um alienígena chamado Paul que fugiu do lugar e precisa reencontrar sua nave mãe pra voltar para casa.  

Ao menos com vontade de um Cornetto a gente fica!kkk Mas não é só o sorvete, os filmes parecem ser medianos de cara, mas são realmente muito bons. Quem tem um tempinho sobrando a fim de se divertir pode assistir sem medo.

  • Share:

1 comentários