O Cinema Vai à Guerra em 2016/2017!

By Camila Oliveira - 23.8.16

Num momento em que o mundo mais precisa de paz, o cinema redescobriu a guerra (2° Guerra Mundial), pra ser mais exata. Hollywood está apostando pesado em filmes desse gênero, provavelmente, pelas datas, visando o Oscar. Se esquecem eles que nos últimos anos ganharam as histórias e não grandes produções como melhor filme. 

Pelo menos, que essas películas sirvam de exemplo e mostrem às novas gerações que não veem filmes antigos o horror que uma guerra mundial pode fazer com o planeta. Os anos 90 e 2000 estão recheados de sucessos contando sagas e amores no front, aliás amor e guerra, durante muito tempo, foram a receita mágica pra vender qualquer história desde o surgimento do cinema. Só agora é que as novas gerações tem um maior leque de opções, mas que não deixam de envolver lutas épicas.

Na verdade, a emoção da batalha, a ação propriamente dita nunca deixou a sétima arte e vai figurar ainda por muito tempo nesse gênero. Porém, é desejado que toda a violência assistida fique cada vez mais nas telas e menos nas páginas de jornais e vidas daqueles que a vivenciam todos os dias. 13 Horas e o ainda por estrear Cães de Guerra são um exemplo de guerras atuais mostradas realisticamente pelos filmes. 

Lembro como se fosse hoje das tardes inteiras que gastei vendo Pearl Harbor, Falcão Negro em Perigo, A Guerra de Hart, todos com aquele intervalo no meio, comprido que era o filme. Agora, esses serão os filmes da vez.

AliadosEm uma missão para eliminar um embaixador nazista em Casablanca, no Marrocos, os espiões Max Vatan (Brad Pitt) e Marianne Beausejour (Marion Cotillard) se apaixonam perdidamente e decidem se casar. Os problemas começam anos depois, com suspeitas sobre uma conexão entre Marianne e os alemães. Intrigado, Max decide investigar o passado da companheira e os dias de felicidade do casal vão por água abaixo.

Brad Pitt tomou gosto pela coisa e não bastaram Bastardos Inglórios e Corações de Ferro pra ele se conformar em atuar de super soldado. 



DunkirkBaseado na história real da Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, operação militar que aconteceu no início da Segunda Guerra Mundial.

Somente um teaser na internet já mostra o que esperar desse filme. Uma tensão infinita, batalhas e dramas que envolvem até novatos na atuação como o One Direction Harry Stiles.


Hacksaw RidgeDurante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Andrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

O ex Homem Aranha decide ser pacifista enquanto a batalha corre solta. Gostei desse, bem original pro estilo guerra.


GuernicaOs destinos de Henry - um correspondente americano cínico que perdeu sua alma - e Teresa, que trabalha para a República e é encarregada de supervisionar as notícias que os jornalistas podem ou não enviar ao exterior, se cruzam em Guernica.

Quem gosta de Maria Valverde, a Babi de 3 Metros Acima do Céu, pode conferir esse trabalho de época da garota que não teve ainda um final na trilogia. Aqui, pelo menos a história é contada por inteiro! Snif!

Resultado de imagem para Anthropoid poster
AnthropoidBaseado em um dos grandes eventos da Segunda Guerra Mundial, a Operação Antropoid, que visava matar o general Heydrich, que era protetor do reich. Terceiro homem mais poderoso do período nazista, ele foi o principal arquiteto da solução final das questões judaicas e da ocupação nazista na Tchecoslováquia. Suas ações fizeram com que soldados aliados se unissem para mudar o futuro da Europa.

Esse é pra quem gosta de Jamie Dornan. Sim, o eterno Mr. Gray de 50 Tons de Cinza, fazendo um papel diferente daquele de sedutor enigmático. Vamos combinar que já tá na hora de ele mostrar mais serviço! 

  • Share:

0 comentários